Em 2005, a Embraer lançou no mercado os programas Phenom 100 e Phenom 300, seus primeiros jatos executivos puros (“clean-sheet design”), respectivamente nas categorias de jatos muito leves (VLJ) e leves (LJ). No final de 2009, o Phenom 300 recebeu certificação ANAC e FAA, e iniciou suas entregas. Como resultado de um projeto tecnicamente eficiente e comercialmente balanceado.

Em 2006, a Cessna introduz no mercado o Citation CJ4 (Modelo 525C), com mesma secção de cabine que o CJ3 (525B) porém 0,5m mais longa, com especificações e performance bem similares ao Phenom 300. O CJ4 recebeu certificação FAA e iniciou suas entregas em 2010.

Operação Global

De acordo com o JetNet, existem 441 Phenom 300 em operação atualmente no mundo, sendo 65% destes operando nos EUA, 17% na Europa e 12% no Brasil. O Phenom 300 se destaca por ser uma aeronave muito adotada para operação fracionada, com cerca de 29% da frota total neste tipo de operação. Isto se deve à sua plataforma projetada para alta utilização e baixos custos operacionais, além de ótima performance e conforto de cabine. O Citation CJ4 está em operação desde 2010 e atualmente existem 262 aeronaves pelo mundo, sendo 78% destas operando nos EUA, 12% na Europa e 3% na America Latina. Segundo nossos registros, a frota de Citation CJ4 não possui aeronave em operação fracionada.

Informações Gerais

O Citatio CJ4 e o Phenom 300 oferecem configurações similares, sendo que o Phenom 300 tem configuração padrão de cabine de oito (8) ocupantes (1 piloto + 7 pax) com uma galley. Como opcionais, oferece a configuração de nove (9) ocupantes (1 piloto + 8 pax), com um sétimo assento, e ainda a configuração de dez (10) ocupantes (1 piloto + 9 pax), com um divan de 2 lugares. Todas estas configurações podem contar com um passageiro a mais com a opção de lavatório com assento certificado para decolagem e pouso. Como vantagens, a cabine do Phenom possui maior altura e largura que a do CJ4, e também 40% mais área na porta de entrada e a maior janela da categoria. Possui também melhor pressurização de cabine, com 15% melhor sensação de altitude interna no teto de operação. Possui ainda controle de temperatura de cabine de duas zonas distintas.

Ambas as aeronaves possuem ponto único para abastecimento, porém o Phenom 300 possui sistema de toilet com serviço externo e sistema de frenagem do tipo “By-Wire” com freios de carbono, sendo que todos estes itens reduzem o intervalo mínimo entre operações (TAT – Turn Around Time).

Painel de Aviônica

Phenom 300 é equipado com a suíte Embraer Prodigy Touch, baseado no G3000

Desde 2013, o Phenom 300 é equipado com a aviônica proprietária Embraer Prodigy Touch, com base no Garmin G3000, com três displays AMLCD de 14.1 pol e 2 controladores “touch-screen”, para entrada de dados e controle dos PFDs e MFD. Além disso, possui Sistema de Visão Sintética (SVS), Informação/Alerta de Terreno (TAWS), Cartas e Mapas no display (chartview), e os mais modernos sistemas de navegação e comunicação disponíveis para jatos leves e médios. A aviônica original do Phenom 300 era baseada no Sistema Garmin G1000, mas a grande maioria das aeronaves com a aviônica G1000 podem ser modernizadas para o Prodigy Touch.

Citation CJ4 utiliza a suíte Rockwell Collins Pro Line 21

O cockpit do Citation CJ4 possui aviônica Rockwell Collins Pro Line 21, com quarto displays LCD de 8×10 pol com controladores convencionais e não possui Sistema de Visão Sintética (SVS).No CJ4, os manches dos pilotos (yokes) são conectados ao assoalho, enquanto que no Phenom 300 são conectados no painel de aviônica, permitindo movimento mais livre para as pernas dos pilotos.

O Phenom 300 tem 25% a mais de área de tela, mas com um display a menos que o CJ4.

Cabine de Passageiros

De acordo com a Conklin & de Decker, o volume de cabine do Phenom 300 é de 9,2 m³, e o CJ4 tem 8,3 m³, uma diferença de 11% a favor do primeiro.

Os comprimentos de cabine são similares, mas aqui vence o CJ4 com 5,27 m sobre os 5,24 m do Phenom 300.

Cross section comparativo (Phenon 300 e Citation CJ4)

Motores

O Phenom 300 utiliza dois motores Pratt & Whitney PW535E, os quais geram propulsão de 3,360 lbf cada um, para um Flat Rating de ISA+ 15ºC, enquanto que o Citation CJ4 utiliza dois motores Williams FJ44-4A, com propulsão de 3,621 lbf cada um, Flat Rating de ISA+ 11ºC.

O termo Flat rating se refere à temperatura limite para se obter a máxima propulsão, e quanto maior for este parâmetro, maior o benefício para operação em lugares altos e quentes (Hot & High operation). Ambos estes motores possuem intervalo entre Overhauls (TBO) de 5,000 horas.

De acordo com B&CA 2015, para uma missão de 1000 nm com 4 passageiros (91 kg cada), o Phenom 300 consome em média 575 litros de combustível por hora voada, 14% menos que os 670 litros/hora do CJ4 para a mesma missão. Interessante notar que o Phenom 300 tem menor consumo de combustível mesmo com o CJ4 possuindo uma relação peso e potência (MTOW/Propulsão) cerca de 12% menor que o Phenom, um ganho que pode ser atribuído a eficiência de consumo do motor e projeto aerodinâmico.

Carga útil (Kgs) X Alcance (nm)

Alcances

 

ALCANCES (nm) Phenom 300 Citation CJ4
Alcance Máximo (Sem carga útil) 1.944 1.955
Alcance c/ 4 PAX (91 Kgs each) 1.903 1.927
Alcance c/ tanque cheio (@ MTOW) 1.877 1.913
Alcance c/ 8 PAX (@ MTOW) 1.630 1.680

A tabela mostra a comparação de alcances destes jatos, e também como estes alcances variam de acordo com a carga útil e com a quantidade de combustível. Nota-se que estas aeronaves possuem alcances bem similares. (Fonte: B&CA 2015) 

Circulo de Alcance com 6 ocupantes (91kg cada), reservas NBAA (100 nm Alt.), ventos 85% Boeing stat.

Dados Gerais de Performance

Como mencionado anteriormente, o Phenom 300 e o CJ4 se assemelham bastante no que tange a performance em geral. A tabela à seguir mostra alguns parâmetros importantes para ambos (Fonte: B&CA 2015)

Parâmetro Phenom 300 Citation CJ4
Peso Max de Decolagem [MTOW] 8.150 Kg 7.761 Kg
Distância de Decolagem (MTOW, SL, ISA) 957 m 972 m
Distância de Decolagem – 1.000 nm c/ 4 Pax (SL, ISA) 856 m 759 m
Distância de Decolagem (Alt. 5.000’, ISA+25ºC, MTOW) 1.559 m 1.482 m
Distancia de Pouso (4 pax, Res. NBAA IFR, SL, ISA) 677 695
Termpo de Subida p/ Altitude 37.000 ft (MTOW, SL) 14 min 14 min
Velocidade Máxima (TAS) 444 kts 442 kts
Altitude Máxima de Operação 45.000 ft 45.000 ft

Custos de Operação

Numa análise completa de custos de operação, deveríamos considerar além dos custos diretos (combustível, manutenção, entre outros), os custos fixos (pilotos, hangar e seguro) e os custos de propriedade (depreciação e financiamento). Para o escopo deste estudo comparativo, vamos nos ater somente aos custos diretos ou custos variáveis, pois flutuam de acordo com às horas de voadas.

Com base no Aircraft Cost Calculator (ACC), os Custos Diretos de Operação (DOC) do Phenom 300 e do Citation CJ4 são estimados na tabela à seguir:

Custos por hora Phenom 300 Citation CJ4
Combustível (US$1,20/litro) 690,00 804,00
Manutenção – Célula 271,00 259,00
Manutenção – Motores 327,00 334,00
Miscelâneos 170,00 170,00
Total DOC (US$ por hora) 1.458,00 1.567,00

Condições: consumo médio para missão de 1000 nm e 4 pax, reservas NBAA. Manutenção estimada de célula e motores nos primeiros 10 anos de operação. Utilização anual estimada para a categoria.

Nota-se que os custos diretos de operação são similares para ambas as aeronaves, sendo que o custo do Citation CJ4 8% maior se explica em grande parte no consumo de combustível.

Fonte: https://aeromagazine.uol.com.br/